Praxe

A Praxe Académica da Universidade de Coimbra conta já com bastantes anos de idade, tendo evoluído ao longo dos tempos conforme as modificações manifestadas na sociedade. O primeiro projeto para a elaboração do Código da Praxe remonta a 1916, com objetivo de tornar escrito os costumes da Praxe até então transmitidos oralmente. Com o desenrolar dos tempos e das ideias este foi sofrendo várias alterações até ao documento atual.

Assim chegamos ao conceito de Praxe. No fundo, este corresponde a um conjunto de costumes postos em prática por um determinado grupo de pessoas e que obedece a leis restritas. Sendo que a sua prática e vivência exclui todos aqueles que se recusam a participar ou que com ela não concordem.

A Praxe Académica de Coimbra aglomera tradições que visam fazer com que te integres e conheças melhor o novo meio onde estas inserido. Para além disto, permite-te a troca de experiências entre os teus colegas, novos e velhos, de forma a enriquecer a vida estudantil de cada um e até a torná-la mais fácil. É uma forma ativa te inseres na vida académica que não deves encará-la como um simples conjunto de partidas que visem a inferiorizar de forma alguma a ti e aos teus colegas.

A praxe varia de curso para curso na Universidade de Coimbra, mas todas elas regem-se pelo Código da Praxe da Universidade de Coimbra, o qual podes consultar em http://mcv.aac.uc.pt/files/Codigo_da_Praxe3ed.pdf . Quaisquer dúvidas que tenhas sobre este assunto podes dirigir-te ao Conselho de Veteranos, na Associação Académica de Coimbra, que corresponde ao órgão responsável pela gestão da Praxe.